Carregando...
InternacionalInvestimentosPlantão COVID-19

Investimento responsável: como responder à pandemia?

Fonte: Branimir Balogović on Unsplash

Os impactos ainda não mensurados da crise deflagrada pelo Covid-19, assim como a resposta global que será dada ao problema, já começam a preocupar os investidores de longo prazo no âmbito dos programas de sustentabilidade em todo o mundo. Nessa linha, o PRI – Principles for Responsible Investments, programa apoiado pela ONU, divulgou no final de março suas diretrizes para orientar o comportamento dos signatários em relação aos efeitos da pandemia.

A crise, avisa o organismo, vai muito além da grave questão de saúde pública, devendo atingir as mais diversas comunidades, suas economias e investimentos. Os investidores responsáveis podem e devem agir agora para ajudar a reduzir os impactos mais perigosos, incluindo o efeito direto sobre a saúde pública, a severidade da retração econômica e suas consequências, o aprofundamento da desigualdade social, e os resultados de todos esses fatores somados sobre a saúde mental das pessoas.  

O PRI comunicou que irá trabalhar com os seus signatários para desenvolver o debate sobre o significado da pandemia para os investimentos responsáveis. Estão sendo estabelecidos grupos de participantes para coordenar as respostas dos investidores a partir de dois focos: o primeiro deles abordará uma resposta de curto prazo, garantindo que os critérios ASG – responsabilidade ambiental, social e de governança – permaneçam na linha de frente das decisões e atividades desses investidores. O segundo grupo tratará de uma futura recuperação econômica, considerando como o sistema financeiro deverá funcionar para assegurar retornos sustentáveis.

“Esses grupos irão encorajar e depois dar suporte a ações nas áreas de maior prioridade tanto para os investidores quanto para as companhias investidas e os governos. Vamos escrever aos signatários convidando-os a participarem do debate assim que os grupos forem abertos”, informa o comunicado do PRI. As comunicações serão atualizadas periodicamente e os signatários interessados em participar poderão encontrar informações adicionais na PRI Collaboration Platform.

A crise do coronavírus, explica o comunicado, impactará todos os investidores e seus beneficiários, independentemente de suas estratégias ou de seu papel na cadeia de investimentos global. As respostas, portanto, terão que ser encontradas com base no princípio de que a integridade sistêmica e a busca por retornos universais de longo prazo são mais importantes do que a performance relativa de uma companhia. 

A despeito das pressões por liquidez enfrentadas por gestores e proprietários de ativos e das pressões diante do declínio das receitas provenientes de taxas num mercado em constante baixa, o conceito a ser seguido pelo investidor responsável não pode mudar. “Os signatários do PRI podem e devem responder usando sua influência junto às companhias e aos governos e isso deve permear todas as suas decisões de investimento.”  

O que significa que eles precisarão apoiar as companhias sustentáveis durante a crise, no interesse da saúde pública e da performance econômica de longo prazo, ainda que isso venha a limitar seus retornos de curto prazo. Este é, afinal, o momento em que o compromisso assumido pelos signatários de programas ASG ficará mais transparente do que nunca.

As sete primeiras ações do investidor responsável junto às companhias são:

  • Interagir com as companhias que estiverem falhando no gerenciamento da crise;
  • Interagir nos casos em que riscos estiverem sendo escondidos atrás da crise ou agravados por ela; 
  • Rever as prioridades de interação em outros tópicos;
  • Apoiar publicamente as respostas que reflitam em toda a economia;
  • Participar de Assembléias Gerais Anuais virtuais;
  • Ser receptivo às solicitações de apoio financeiro.
  • Manter o foco do longo prazo ao tomar uma decisão de investimento

Martha Corazza

Foto: Branimir Balogović, Unsplash

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *